Procurar  
  • principal
  • > notícias
  • Assessoria de Comunicação >>

    receba o informe quinzenal por e-mail >>

    eventos: programação da Fundação >>

    serviços oferecidos pela Fundação >>

    como chegar à Fundação >>

    Mostra Poesias e paisagem: caminhos de João Cabral de Melo Neto


    Clique na foto para ampliar

    A Fundação Casa de Rui Barbosa e a Divisão Arquivo-Museu de Literatura Brasileira convidam o público para a Mostra Memória Literária VI Poesia e paisagem: caminhos de João Cabral de Melo Neto. Aberta à visitação de  segunda a sexta, das 10h às 18h, no hall do Edifício Américo Jacobina Lacombe.  Entrada franca.

    O evento visa homenagear e celebrar o poeta e diplomata no seu centenário, comemorado no dia 9 de janeiro de 2020, torna visível um dentre tantos possíveis itinerários da vida, da obra e da atividade diplomática de João Cabral de Melo Neto. Nestes caminhos de João Cabral, o espectador pode iniciar seu trajeto a partir de documentos pessoais do poeta - carteira do Turing Club Francês, carteira do Governo do Paraguai, diploma do Clube do Cinema Inglês, diploma de Prêmio da Academia Brasileira de Letras (ABL), uma das versões discurso de posse na ABL, além de duas mostras raras de exercício autobiográfico: o manuscrito de “Um pernambucano em Petrópolis”, e a biografia escrita para um álbum musical com gravações do poeta.

    Na sequência, a exposição traz textos e fotografias que representam a infância e a juventude de João Cabral. O poema “Infância”, presente no livro Pedra do sono (1942), aparece comentado na carta do jornalista Danilo Torreão (de 10 de setembro de 1942). As cartas do crítico literário Willy Lewin (de 21 de junho de 1943), do pintor Vicente do Rêgo Monteiro (sem data) e do poeta Carlos Drummond de Andrade (16 de março de 1941) ilustram a vida literária e os anos de formação do jovem poeta à roda dos amigos do Café Lafayette, no Recife.

    A Espanha de Cabral está aqui registrada pelas cartas do escritor João Guimarães Rosa (23 de junho de 1950), comentando sobre a edição do periódico “O Cavalo de Todas as Cores”, publicado pelo selo O Livro Inconsútil, saído da tipografia artesanal que João Cabral adquire na Espanha; e pela carta do poeta e tradutor Rafael Santos Torroella. Para exemplificar a participação de João Cabral na arte e na cultura espanhola, o público tem acesso ao prefácio da antologia “Quinze poetas catalãs”, preparada e com poemas traduzidos por Cabral; e ao catálogo da “Exposição Barcelona 1949”- “Grabados”. Ainda estão presentes o poema “A Giralda”, o manuscrito “Meus toureiros”, o datiloscrito “Tapiès, Cuixart, Ponç”, e o manuscrito de poema inédito em livro “Uma sevilhana ao despertar”, acompanhado da publicação deste em periódico.
     
    Embora menos presente nos poemas que a paisagem espanhola, o espaço africano figura na carta de apresentação de Cabral ao Presidente do Senegal, Léopold Senghor, e na resposta do presidente ao embaixador, ambos documentos datados de 21 de julho de 1972. Completam a mostra do período africano de João Cabral, um cartão-postal do professor Babacar Diakhate, o manuscrito do poema “Pelas savanas do Sahel...” e o datiloscrito do poema “Poucos sabem, mas existe um baobá no Recife”. Para marcar a América Latina na trajetória do poeta, estão expostos o datiloscrito do poema “Quito de
    America” e o poema “O chimborazo como retórica”. As amizades que se mantiveram, a despeito das distâncias, são representadas pela carta do poeta Lêdo Ivo (de 2 de setembro de 1948), por um cartão-postal do diplomata Lauro Escorel, de 1946, um telegrama do poeta Vinicius de Morais, de 1950, e um cartão-postal do poeta Murilo Mendes de 1967. No final da exposição, propõe-se afirmar, neste centenário do poeta, a presença de João Cabral de Melo Neto em dois depoimentos e nos manuscritos de poemas nunca publicados em livro: “Rio de Janeiro” e “Memórias de um cônsul”.
     
    Serviço:
    Hall do Edifício Américo Jacobina Lacombe (prédio anexo)
    Segunda a sexta, das 10h às 18h
    Rua São Clemente, 134 - Botafogo
     

     

    Imprimir
    Voltar ao alto


    Veja também
    > Cultura Brasileira Hoje: Diálogos | Publicada em 21/06/2018
    > História e culturas urbanas | Publicada em 20/06/2018
    > 2º Seminário de Gestão de Documentos | Publicada em 13/06/2018
    > 80 anos da Casa de Rui Barbosa como Patrimônio Cultural Brasileiro | Publicada em 05/06/2018
    > junho | Publicada em 04/06/2018
    > Perspectivas em conservação preventiva | Publicada em 29/05/2018
    > Seminário Intermediário do Grupo de Trabalho de Pensamento Social no Brasil | Publicada em 29/05/2018
    > I Encontro de Teoria Política e Pensamento Político Brasileiro | Publicada em 28/05/2018
    > Jardim em Foco: Visitas mediadas ao jardim histórico do Museu Casa de Rui Barbosa | Publicada em 28/05/2018
    > Memória & Informação | Publicada em 25/05/2018
    > O prazer da descoberta | Publicada em 25/05/2018
    > Pensar a imprensa | Publicada em 24/05/2018
    > Um domingo na Casa de Rui Barbosa | Publicada em 24/05/2018
    > Colóquio “Narrativas do eu na literatura e na comunicação: gênero, afetos e produção de sentidos” | Publicada em 23/05/2018
    > Memória & Informação | Publicada em 21/05/2018
    > Aberta a chamada para submissão de artigos 3° número do periódico eletrônico "Memória e Informação" | Publicada em 15/05/2018
    > I Seminário – Moda: uma abordagem Museológica | Publicada em 11/05/2018
    > Mutações: a outra margem da política | Publicada em 26/04/2018
    > V Colóquio Internacional – A Casa Senhorial: anatomia dos interiores | Publicada em 06/09/2017
  • informe
  • |
  • perguntas frequentes
  • |
  • termos de uso
  • |
  • mapa do site
  • |
  • sobre o site
  • |
  • contato
  • |