Procurar  
  • principal
  • > notícias
  • como chegar à Fundação >>

    eventos: programação da Fundação >>

    receba o informe quinzenal por e-mail >>

    serviços oferecidos pela Fundação >>

    Nome de Rui Barbosa é inscrito no Livro dos Heróis da Pátria

    Clique na foto para ampliar

    “Heróis.m.- Homem que se distingue por coragem extraordinária na guerra ou diante de outro qualquer perigo. Personagem preeminente ou central que, por sua parte admirável em uma ação ou evento notável, é considerada um modelo de nobreza.O protagonista de qualquer aventura histórica ou drama real”(Dicionário Michaelis). Portanto, ser um herói é estar disposto a sacrificar a sua vida em prol de uma causa ou do próprio país. No Brasil, nossas cidadãs e cidadãos ilustres, que, dedicaram sua trajetória a transformar a nação, têm um lugar de destaque e honra: são inscritos no Livro dos Heróis da Pátria. O mais novo personagem dessa história é ninguém mais, ninguém menos que Rui Barbosa.
    Produzido com páginas de aço, nas quais são inscritos os nomes de personalidades que tiveram importância para a constituição da nação brasileira, o registro conta, entre outros, com Tiradentes, Zumbi dos Palmares, Santos Dumont e Anna Nery, enfermeira que atuou na Guerra do Paraguai. O livro está depositado no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, em Brasília, no Distrito Federal.

    No dia 10 de setembro de 2015, o nome de Rui Barbosa foi incluído nessa lista heróica. Até a lei ser aprovada, o projeto do senador federal Marconi Perillo passou pela Comissão de Cultura em 2011, aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, no dia 15 de julho deste ano, seguiu para sanção presidencial.

    Mas por que Rui Barbosa? Conversamos com quem mais entende e pesquisa sobre a vida e a obra do jurista na FCRB para explicar um pouco mais sobre essa escolha e o que ela significa para a história do país.

    A chefe do setor Ruiano, a pesquisadora Rejane de Almeida Magalhães, destacou o fato de o advogado baiano sempre abraçar as causas de justiça social: “Rui se preocupou com a edificação do país, principalmente no momento da Proclamação da República”. Antes disso, segundo Rejane, nosso novo herói também trabalhou com Dom Pedro II para conseguir avanços no campo da justiça e na educação, exemplo de sua atuação no Projeto de Reforma do Ensino Secundário e Superior, em 1882.

    Para a também pesquisadora Marta de Senna (Ruiano/FCRB), há três eixos que ajudam a explicar o heroísmo de Rui Barbosa. “A intransigente defesa das instituições brasileiras: Rui Barbosa se coloca como salvaguarda das instituições que asseguram os direitos do homem comum”, explica. A sua participação na Conferência de Haia é apontada como segundo momento marcante da sua biografia, uma vez que é durante esse evento que Rui defende o princípio da igualdade das nações. Como terceiro ponto, Marta lembra a Campanha Civilista e assinala a preocupação de Rui em assegurar a república civil no Brasil.

    Se você quer saber mais sobre a figura de Rui Barbosa e compreender sua trajetória pessoal e política, acompanhe nosso portal. Existem diversas áreas com artigos, frases e imagens do nosso patrono. 

    Texto: Claudia Altschuller

    Imprimir
    Voltar ao alto


    Veja também
    > Ciclo de Palestras "Paradigmas Culturais Hoje"
    > NOTA DE ESCLARECIMENTO
    > 12ª Primavera dos Museus
    > Análise de conjuntura: sucessão presidencial de 2018
    > Chamada de artigos para a revista Memória e Informação da Fundação Casa de Rui Barbosa
    > Ciclo de Palestras "Cultura Hoje"
    > Ciclo de Palestras "Paradigmas Culturais Hoje"
    > Ciclo de Palestras “Paradigmas Culturais Hoje”
    > Ciclo de Palestras “Paradigmas Culturais Hoje”
    > Concurso de Bolsas de Iniciação Científica 2018
    > Concurso do Programa de Incentivo à Produção do Conhecimento Técnico e Científico na área da Cultura 2018
    > Cronograma de entrevistas do Programa de Bolsas de Iniciação Científica
    > Cultura Brasileira Hoje: Diálogos
    > Cultura Brasileira Hoje: Diálogos
    > História e culturas urbanas
    > II Simpósio Arqueologia de Paisagens Múltiplas
    > Israel e Palestina: entre a independência e a tragédia
    > Jardim em Foco: Visitas mediadas ao jardim histórico do Museu Casa de Rui Barbosa
    > Jardim em Foco: Visitas mediadas ao jardim histórico do Museu Casa de Rui Barbosa
    > Lançamento do Portal da Crônica Brasileira
    > Literatura de cordel é reconhecida como Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro
    > Memória & Informação
    > Memória & Informação
    > Migrações Internacionais
    > Migrações Internacionais
    > Museu de Ideias: a educação em debate
    > O prazer da descoberta
    > O prazer da descoberta
    > O prazer da descoberta
    > Pensar a imprensa
    > Pensar a imprensa
    > Pensar a imprensa
    > Primeiro ano do Centro de Proteção a Refugiados e Imigrantes da Fundação Casa de Rui Barbosa
    > Processo seletivo simplificado do Programa de Iniciação Científica 2018
    > Rubi disponibiliza gratuitamente livro da pesquisadora Ivana Stolze
    > Um domingo na Casa de Rui Barbosa
    > Um domingo na Casa de Rui Barbosa
    > Um domingo na Casa de Rui Barbosa
    > VI Encontro dos Jardins Históricos
    > FCRB nas redes sociais
    > Proposta de Mestrado Profissional da FCRB
    > Cátedra da Unesco
    > Cátedra Sérgio Vieira de Mello
    > Curso do Professor Roger Chartier
    > Jardim em Foco: Visitas mediadas ao jardim histórico do Museu Casa de Rui Barbosa
    > Memória & Informação
    > Mesa-redonda "Ministério Público e Democracia"
    > Resultado das entrevistas do Programa de Bolsas de Iniciação Científica
    > Vamos falar sobre o câncer de mama?
    > Colóquio “Imprensa, moda e mulher: trânsitos, circulação e trocas”
    > Mostra “100 anos do fim da Primeira Guerra Mundial”
    > V Colóquio de Economia Política da Comunicação e da Cultura (V CEPCC) e IV Encontro do EMERGE
    > Vocabulário do Português Medieval
    > A Biblioteca de Foucault – Reflexões sobre ética, poder e informação
    > Conferência internacional: “Tempos de Violência: O Fim da Primeira Guerra Mundial e o Início de uma Era”
    > Memória & Informação
    > Um site dedicado ao cordel
    > III Encontro do grupo de pesquisa Casas Senhoriais e seus interiores: estudos luso-brasileiros em arte, memória e patrimônio
    > Acervo iconográfico
    > Jardins & Paisagens
    > Mostra virtual “O registro da escravidão na vida privada III”
    > 3º Seminário Tecnologia e Cultura: convergência entre acervos digitais de arquivos, bibliotecas e museus
    > O Malho
    > História e culturas urbanas
    > II Colóquio Políticas Culturais, Diversidade e Desigualdade
    > notícias
    > Atividades da Casa Rui Barbosa em 2018
    > Como orientar os doadores na preparação de seu arquivo pessoal digital para doação?
    > Memória & Informação
    > Obras Completas de Rui Barbosa à venda em livrarias e em site
    > Perspectivas em conservação preventiva
    > Blog do Projeto de Revitalização e Restauração do Jardim
    > FCRB assina acordo para criação da Cátedra Unesco sobre Políticas Culturais e Gestão
    > IV Curso de Verão - O refúgio em uma perspectiva global
    > VI Colóquio Internacional A Casa Senhorial: Anatomia de Interiores
    > Escravidão, Abolição e Pós-abolição
    > Folkcomunicação: centenário de Luiz Beltrão e Homenagem a José Marques de Melo
    > Palestra "Os 30 anos da ordem democrática de 1988" e lançamento do livro "A Carta da Democracia – A construção da ordem de 1988”
    > Romances e contos de Machado de Assis em hipertexto
    > Ações para combater o mosquito Aedes aegypti
    > Memória & Informação
    > Revista Escritos nº 8
    > CMI lança nova edição da Revista Memória e Informação
    > Memória & Informação
    > Curso Jardim & patrimônio: conceitos e práticas
    > Repositório Rui Barbosa de Informações Culturais - Rubi
    > Ciclo de Palestras "Paradigmas Culturais Hoje"
    > Cultura Brasileira Hoje: Diálogos

  • informe
  • |
  • perguntas frequentes
  • |
  • termos de uso
  • |
  • mapa do site
  • |
  • sobre o site
  • |
  • contato
  • |